Xiaomi Mi A3 recebe Android 11 com bug que inutiliza celular

A Xiaomi começou a atualizar o Mi A3 com um pacote que leva o Android 11 para o dispositivo, notícia que seria ótima em pleno clima de fim de ano se não fosse um bug encontrado por alguns usuários. A falha é grave, já que o smartphone chega a ficar inutilizado após o fim de todo processo do update.

Xiaomi Mi A3 (Imagem: divulgação/Xiaomi)

Xiaomi Mi A3 (Imagem: divulgação/Xiaomi)

Ter um smartphone que recebe o Android mais recente dentro do mesmo ano de lançamento desta versão é privilégio para poucos. Um destes smartphones é o Xiaomi Mi A3, celular intermediário da fabricante chinesa que oferece tela Super AMOLED, três câmeras na traseira, corpo em cor degradê, leitor de impressões digitais na tela e o Android One como sistema operacional.

Ele foi lançado de forma oficial no Brasil no segundo semestre de 2019 e nasceu com o Android 9, mas foi prontamente atualizado para a versão 10 do sistema operacional móvel do Google e agora, beirando o réveillon, ele começou a receber a atualização que leva o Android 11 para o aparelho.

Seria um presente generoso de final de ano, não fossem os relatos de um bug justamente nesta atualização. Os usuários afetados relatam que o smartphone baixa 1,4 GB do update, instala o pacote e então é reiniciado, para depois não ligar mais. Como se não fosse o bastante, o celular também não reconhece o carregamento da bateria. Está morto o menino Xiaomi Mi A3.

A fabricante ainda não publicou nenhum posicionamento e a atualização parece continuar disponível dentro dos ajustes do sistema.

Xiaomi Mi A3 já sofreu mal semelhante no passado

O Mi A3 não tem um histórico muito positivo quando o assunto é atualização de sistema operacional. Em julho deste ano, a Xiaomi liberou um update que resultou em diversas falhas no aparelho ao redor do mundo.

Alguns usuários comentaram que o idioma do smartphone foi alterado para o espanhol após o update, exibindo até mesmo o logotipo de uma operadora mexicana durante a reinicialização. Após a instalação terminada, aplicativos desta mesma operadora apareceram dentro da gaveta de apps do Android.

A lista de problemas tem a cereja do bolo na desativação da função que reconhece dois SIM cards, com a atualização desligando um dos chips inseridos no Mi A3. A causa de tantos transtornos foi a liberação de um update focado em uma região do México, como se fosse global e que chegou aos donos do aparelho em outros países.

Tudo foi prontamente resolvido algum tempo depois, mas não é bacana notar que o mesmo smartphone está agora sofrendo com mais um bug. Como desta vez a falha é muito pior, o importante é não atualizar o Xiaomi Mi A3 por enquanto e, como bem recomendou Emerson Alecrim: benzer o celular.

Com informações: XDA-Developers.