Virgin Hyperloop divulga vídeo de como seria viajar a 800 km/h

Se você ainda lembra como é ficar preso no trânsito – mesmo em meio à pandemia – e não sente nenhuma saudade dessa situação (ou dos trens e metrôs lotados que vivem parando e provocando atrasos), pode ficar maravilhado com o conceito de transporte ultrarrápido da Virgin Hyperloop.

O vídeo mostra os planos da empresa para o projeto baseado no conceito proposto por Elon Musk há alguns anos, revelando detalhes sobre como funcionará o sistema de cápsulas que pretende fazer viagens com velocidades acima de 800 Km/h.

Virgen Hyperloop

Conceito mostra estação e cápsulas da Virgen Hyperloop (Imagem: Divulgação)

O conceito chega pouco mais de dois meses após o primeiro teste bem-sucedido do sistema com humanos, que transportou dois passageiros por uma distância de 500 metros em 6 segundos. O vídeo apresentado pela Virgen Hyperloop mostra as estações com um visual futurista e elegante, com design minimalista e cores claras. A ideia é que o embarque também possa ser feito ao ar livre, de acordo com a localização.

Já as cápsulas propriamente ditas esbanjam conforto e tecnologia, comportando até 28 passageiros, A empresa pretende que diversas dessas cápsulas sejam conduzidas magneticamente por tubos perfeitamente integrados à paisagem das cidades, transportando milhares de pessoas por dia, como um conjunto de vagões de um trem – com a vantagem de que esses “vagões” poderiam se dispersar para encontrar seu destino.

Dentro de cada cápsula, há cadeiras no estilo classe executiva e tecnologia para carregamento de smartphones sem fio. Além disso, os veículos teriam painéis integrados às poltronas para exibir informações sobre tempo de viagem, entre outros avisos.

A previsão é de que o primeiro sistema da Virgen Hyperloop só esteja completo em 2030. O sistema de transporte deve chegar primeiro a regiões como Washington, Missouri, Carolina do Norte, Ohio e Texas, nos EUA, mas há discussões para que a primeira fase também seja implementada em partes da Europa e na Índia.

Com informações: Mashable e Engadget