The Mandalorian e The Boys são as séries mais pirateadas de 2020

A repercussão de The Mandalorian em 2020 foi enorme. A produção do universo de Star Wars ganhou um aplicativo em realidade aumentada criado pelo Google, foi levada para Fortnite e, agora, se tornou a série mais pirateada do ano. O carro-chefe do Disney+ foi seguido por The Boys, do Amazon Prime Video, e Westworld, do HBO Go.

The Mandalorian (Imagem: Divulgação/Disney+)

The Mandalorian (Imagem: Divulgação/Disney+)

O levantamento é realizado todos os anos pelo TorrentFreak e considera os downloads de episódios de séries por meio do BitTorrent. Em várias edições, a lista foi liderada por Game of Thrones. Com o fim da série, o topo do ranking foi ocupado por The Mandalorian, que, em 2019, havia garantido o terceiro lugar.

A série The Boys, que ganhou a segunda temporada em 2020, apareceu no ranking pela primeira vez. Enquanto isso, Westworld voltou a ficar entre as mais pirateadas após um hiato em 2019. A lista também apresenta como novidades duas séries que estrearam em 2020: Star Trek: Picard, do Amazon Prime Video, e The Outsider, do HBO Go.

Estas são as séries mais pirateadas de 2020:

  • The Mandalorian
  • The Boys
  • Westworld
  • Vikings
  • Star Trek: Picard
  • Rick and Morty
  • The Walking Dead
  • The Outsider
  • Arrow
  • The Flash
  • Séries exigem várias assinaturas

    O ranking de séries mais pirateadas reúne produções de vários serviços de streaming. Para assistir a todas elas de forma legal, é preciso assinar Disney+, Amazon Prime Video, Netflix e HBO Go. Com o preço atual, o custo para assinar as quatro plataformas ao mesmo tempo é de cerca de R$ 94 por mês.

    Para 2021, não será surpresa se a lista apontar para ainda mais plataformas de streaming. A Disney, por exemplo, planeja o lançamento do Star+, serviço que reunirá produções mais voltadas para adultos — e não para toda a família, como acontece no Disney+. A plataforma contará com títulos como Os Simpsons e deverá oferecer conteúdos de FX e ESPN.