Redmi 9 Power com bateria de 6.000 mAh é aprovado pela Anatel

O Redmi 9 Power acaba de ser aprovado pela Anatel, em solicitação feita pela DL Eletrônicos, distribuidora oficial da Xiaomi no Brasil. O celular foi lançado na Índia em dezembro de 2020, e com a homologação, já pode ser vendido no mercado brasileiro. A ficha técnica inclui bateria de 6.000 mAh e câmera quádrupla de 48 MP.

Xiaomi Redmi 9 Power (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Xiaomi Redmi 9 Power (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

O documento obtido junto à Anatel revela o nome de modelo M2010J19SL, referente ao Redmi 9 Power. O smartphone pertence ao segmento intermediário e é praticamente idêntico ao POCO M3 (e sua versão chinesa Redmi Note 9 4G), a diferença fica por conta da adição de uma câmera macro ao conjunto traseiro, além de detalhes no design.

Certificado de homologação do Redmi 9 Power (Imagem: Reprodução/Anatel)

Certificado de homologação do Redmi 9 Power (Imagem: Reprodução/Anatel)

A câmera quádrupla tem sensor principal de 48 megapixels, além de uma lente ultrawide com 8 MP, um sensor de profundidade de 2 MP, para auxiliar no modo retrato, e uma câmera macro de 2 MP. Para selfies, são 8 MP na parte frontal, com abertura de lente f/2,0.

O celular tem tela LCD Full HD+ de 6,53” e pode ser encontrado em versões com 64 GB ou 128 GB de armazenamento. Ele traz o processador octa-core Qualcomm Snapdragon 662 e memória RAM de 4 GB.

Preço e disponibilidade

O preço do Redmi 9 Power na Índia começa em 10.999 rúpias, o que dá cerca de R$ 760 em conversão direta, sem impostos. A versão com 128 GB custa 11.999 rúpias (aproximadamente R$ 830). Apesar da homologação, ainda não há informações oficiais sobre data de lançamento e preço do celular da Xiaomi no Brasil.

Colaborou: Everton Favretto