Para CEO da Intel, Apple oferece uma “diversão competitiva”

O novo CEO da Intel, Pat Gelsinger, está promovendo algumas mudanças em sua empresa e já afirmou que pretende se aproximar da Apple outra vez. Em entrevista ao Yahoo Finance, o executivo brincou e disse que, graças às inovações na indústria de computadores, a Maçã acabou gerando uma “diversão competitiva”. Vale lembrar que a Intel tem “brincado” com a situação e até começou a comparar máquinas com seus processadores vs Macs com Apple M1.

Intel notebook

Logo Intel (Imagem: Divulgação/Intel)

Na entrevista, Gelsinger diz que surgiram algumas “energias competitivas” porque há muito o que melhorar no setor:

Obviamente, você viu algumas das energias competitivas [na fabricação de chips] retomarem porque há muitas inovações importantes a serem feitas, e não vimos a demanda de PCs neste nível por uma década e meia. O mundo precisa de mais disso, e há uma ‘diversão competitiva’ acontecendo com o ecossistema da Apple e do Mac.

Pat Gelsinger, CEO da Intel, em entrevista ao Yahoo Finance

No ano passado, a Apple anunciou que passaria a adotar arquitetura de processadores ARM (Apple M1), abandonando a Intel depois de 15 anos. Como a Apple vem recebendo elogios pelo bom trabalho, a Intel deseja mostrar que também tem “poder” e defende que os Macs com M1 são inferiores aos processadores Intel. Apesar disso, Gelsinger parece não querer sustentar essa rivalidade e busca uma reaproximação.

Chip Apple M1 (Imagem: Reprodução/Apple)

Chip Apple M1 (Imagem: Reprodução/Apple)

Ainda ao Yahoo Finance, o CEO disse que espera ter a empresa de Tim Cook ao seu lado novamente e diz que a Apple, hoje, é muito dependente da TSMC para desenvolver processador. Gelsinger defende que a Intel pode apresentar ótimos projetos.

Espero torná-los um grande cliente [outra vez] porque hoje eles [a Apple] são totalmente dependentes da Taiwan Semiconductor. Queremos apresentar ótimas opções para eles aproveitarem nossos serviços, assim como estamos trabalhando com a Qualcomm e a Microsoft.

Pat Gelsinger, CEO da Intel, em entrevista ao Yahoo Finance

Intel investe bilhões para fabricar chips

Gelsinger ainda anunciou nesta semana, durante a conferência “Intel Unleashed: Engineering The Future”, que a Intel está investindo US$ 20 bilhões para acelerar a produção e fabricar chips para outras empresas. Para isso, duas fábricas serão construídas no Arizona, Estados Unidos. Ele apresentou planos para fazer com que o grupo seja um dos maiores provedores de manufatura na Europa e nos EUA, com o objetivo de atender vários clientes.

“A Intel é a única companhia que oferece a profundidade e amplitude de software, silício, plataformas, empacotamento e processos de fabricação em escala capaz de atender clientes do mundo todo que buscam concretizar suas inovações de última geração. Estamos dando o primeiro passo rumo a uma nova era de inovação e liderança em produtos na Intel”, disse o executivo.

Com informações: MacRumors