Globo faz Telegram derrubar maior canal sobre BBB 21 por pirataria

“Este canal está indisponível por ter violado direitos autorais.” Essa é a mensagem que aparece para usuários que tentam entrar no Canal BBB 21: ele tinha mais de 300 mil inscritos até ser derrubado nesta terça-feira (23) a pedido da Globo, por postar trechos em vídeo do reality show. A equipe criou outro canal que postará apenas texto e imagens para não sair do ar.

Telegram no iPhone (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)

Telegram no iPhone (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)

Eu não acompanhava o grupo que foi derrubado, mas com certeza já vi prints dele circulando no Twitter porque é praticamente impossível evitar conteúdo sobre Big Brother Brasil 21 na rede social – não importa quantas palavras você bloqueie.

E para quem quer acompanhar o reality, os canais do Telegram são uma forma fácil e gratuita de saber o que a Jaque falou, quanto tempo a Pocah dormiu ou o que a Lumena proibiu dessa vez. No caso do Canal BBB 21, você nem precisava pagar Globoplay para ver trechos do pay-per-view – algo que a Globo certamente não aprova.

“A Globo tem o constante compromisso de defesa dos direitos autorais”, diz a emissora em comunicado a Thássius Veloso do TechTudo. “Participamos ativamente de ações de combate à pirataria, que causa danos e é passível de punição tanto nas esferas criminal, administrativa e cível.”

A empresa afirma utilizar diversas ferramentas para proteger seu conteúdo, e argumenta que “a pirataria expõe o usuário ao roubo de dados e crimes de outras naturezas”. Ela finaliza o posicionamento dizendo: “pirataria é crime”.

Telegram baniu grupo sobre BBB 21 (Imagem: Reprodução/Twitter)

Telegram baniu grupo sobre BBB 21 (Imagem: Reprodução/Twitter)

Novo canal do Telegram cobre BBB 21 sem vídeos

Agora existe um novo Canal BBB 21 no Telegram, que já conseguiu mais de 100 mil inscritos em menos de 24 horas. Claro, desta vez será um pouco diferente: “infelizmente o canal não poderá enviar mais vídeos por conta de copyright, mas os diálogos e fotos continuam”, avisa uma das mensagens.

Para assistir ao BBB 21, é necessário assinar o Globoplay, que custa R$ 22,90 por mês; ou recorrer ao pay-per-view do DirecTV Go ou da TV por assinatura (Claro/NET, Oi, Sky e Vivo). Boninho, diretor do reality, planeja que esta edição dure cerca de 100 dias – ou seja, ela só deve acabar em maio.

Há alguns anos, a Globo vem derrubando vídeos por reivindicação de direitos autorais sobre suas novelas, jornais e outros programas de TV – alguns canais no YouTube tinham até transmissão ao vivo da emissora.