Claro e Vivo ganharam clientes de celular em 2020; TIM e Oi perderam linhas

A Anatel divulgou os dados de acessos de telefonia de 2020. Foi um bom período para o setor móvel: as operadoras somaram 234,1 milhões de linhas de celular, alta de 7,4 milhões. Das grandes empresas, apenas Vivo e Claro cresceram, enquanto TIM e Oi reduziram o número de chips. Além disso, mais de 46,5 milhões de pedidos de portabilidade foram concluídos durante o ano.

LG K62+ com chip da TIM (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

TIM perdeu clientes em 2020 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Veja o número de linhas em 2019, o comparativo com 2020 e a participação de mercado (market share):

OperadoraLinhas em 2019Linhas em 2020DiferençaParticipação de mercado em 2020Vivo74,58 milhões78,53 milhões+5.29%33,6%Claro (inclui Nextel)58 milhões63,1 milhões+8,79%27%TIM54,45 milhões51,43 milhões-5,55%22%Oi36,79 milhões36,65 milhões-0,3%15,7%

O maior crescimento foi o da Claro: a operadora adicionou 5,1 milhões de novas linhas, o que representa um crescimento de 8,79% no ano. A Vivo acrescentou 3,95 milhões de linhas no período, alta de 5,29%.

Para as demais operadoras, a situação não é tão confortável: a TIM reduziu sua base de clientes em 3,02 milhões de linhas, queda de 5,5%. Já a Oi oscilou pouco e perdeu cerca de 140 mil de chips, encolhendo 0,3%.

Pós-pago ultrapassou pré-pago em 2020

Outro fenômeno importante que aconteceu em 2020 foi a predileção do modelo de cobrança. No início do ano, 51,6% das linhas utilizavam o pré-pago; em setembro houve a virada para o pós-pago e controle, e o ano encerrou com 51,6% dos acessos utilizando planos com fatura.

A operadora líder no segmento é a Vivo e 57,1% dos seus clientes se encontram no pós-pago. A Claro não está muito distante, com 54,4%, enquanto TIM e Oi têm mais usuários no pré-pago, com 57,6% e 62,7%, respectivamente.

2020 teve 46,5 milhões de portabilidades

Trocar de operadora não é uma tarefa tão difícil, uma vez que a portabilidade permite mudar de empresa mantendo o mesmo número. 46,5 milhões de pedidos de migração foram efetivados no ano de 2020 no segmento de telefonia móvel.

A Claro é a empresa que mais recebeu números, com 15,44 milhões de portabilidades efetivadas, seguida por Vivo (13,06 milhões), TIM (8,92 milhões) e Oi (4,53 milhões).

A TIM é quem mais cedeu números para outras empresas, com 13,51 milhões, seguida por Vivo (12,65 milhões), Claro (9,93 milhões) e Oi (8,08 milhões).

No saldo líquido (diferença entre linhas recebidas e cedidas), apenas duas empresas se mantiveram com número positivo: a Claro com 5,5 milhões e a Vivo com 413,2 mil. A Oi encolheu 3,5 milhões, enquanto a TIM perdeu 4,5 milhões de chips.