Apple terá iPhones com modem próprio para substituir Qualcomm

A Apple equipa a linha iPhone com processadores próprios. Mas modems para 4G e 5G ainda são fornecidos por terceiros. Não por muito tempo: a companhia já vem trabalhando em um modem próprio para substituir os que hoje são entregues pela Qualcomm.

iPhone 12 Mini (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

É o que informa a Bloomberg. O veículo revela que Johny Srouji, vice-presidente de tecnologias para hardware da Apple, se reuniu recentemente com alguns funcionários da companhia para anunciar os planos para um modem próprio.

Neste ano, demos início ao desenvolvimento do nosso primeiro modem interno para celular que nos deixará aptos para outra importante transição estratégica.

Johny Srouji

Esse não é um movimento surpreendente. Em 2019, a Apple comprou a divisão de modems da intel por US$ 1 bilhão. Era só questão de tempo para a companhia usufruir desse investimento.

O próprio Srouji disse na reunião que a aquisição da divisão de modems da Intel ajudou a Apple a montar uma equipe de engenheiros de software e hardware para o desenvolvimento do projeto. É provável que essa equipe também conte com ex-funcionários da Qualcomm. A Apple contratou vários deles nos últimos anos.

Não está claro quando o suposto modem estreará nos iPhones. A Apple tem um contrato de licenciamento de patentes com a Qualcomm fechado em 2019 e com validade de seis anos que pode influenciar na disponibilização do chip.

Seja como for, a Qualcomm já sentiu o impacto: as suas ações caíram 6,3% logo após o assunto ter vindo à tona. Estima-se que, hoje, 11% da receita da companhia vem do seu acordo com a Apple.

Além de diminuir custos, um modem próprio pode ajudar a Apple a otimizar ainda mais o desempenho de seus dispositivos no que diz respeito a redes móveis.

Vale lembrar que, além de processadores como o A14 Bionic e o novíssimo M1 (Apple Silicon), a companhia tem chips como U1 (para localização e comunicação no iPhone) e H1 (para performance dos fones AirPods e Beats).